Em busca da fórmula da felicidade




Tal como conta a lenda em relação à Pedra do Toque, que era capaz de transformar tudo que tocasse em ouro, cada um de nós procura a Pedra da Felicidade, capaz de transformar em felicidade todos os minutos por nós vividos.

Mas, devo confessar, que está ficando difícil encontrar o equilíbrio necessário para ser feliz.

O mundo moderno alimenta o EGO com desejos impossíveis de serem realizados.

O TER, sobrepuja o SER, de tal forma que as pessoas não medem esforços para satisfazer seus desejos, mesmo que isso lhes custe o que têm de mais precioso - a saúde e até a vida.

Quem não consegue satisfazer seus desejos pelos caminhos normais, vai tentar fazê-lo utilizando-se de recursos ilícitos como o roubo, mesmo que para roubar seja necessário matar.

O pior de tudo é que já se mata por nada. Apenas pelo simples desejo de matar!

Fica difícil saber o que mais se pode esperar, já que a vida, que deveria ser algo precioso e sagrado, já não tem valor algum.

Ainda há pouco estava me questionando sobre como se pode ser feliz nos dias de hoje.

Cheguei á conclusão de que para as pessoas que atingiram um nível de consciência um pouco mais elevado, está ficando cada vez mais difícil se isolar dos acontecimentos e buscar o equilíbrio necessário.

Tudo conspira contra. Até mesmo quem tem a responsabilidade de satisfazer as necessidades físicas, espirituais e emocionais da humanidade, está deixando tudo a desejar. Estou me referindo aos políticos, empresários e líderes espirituais, qualquer que seja a religião ou credo. Para eles, o que importa são as suas contas bancárias, recheadas de dinheiro manchado pelo sangue e suor do povão. Parece que todos eles leem pela mesma cartilha. Tanto assim que um ex Presidente da República do Brasil, e olha que não foi dos piores, chegou a afirmar - "Prefiro cheiro de cavalo do que cheiro de povo".

Nesse meu questionamento sobre a fórmula para ser feliz, lembrei-me de uma palestra que assisti do terapeuta Paulo Gaiarsa. Ele contou que uma das suas clientes julgava ter descoberto a Fórmula da Felicidade. Ao ser questionada, ela respondeu: Para ser feliz, basta ter saúde e ser ignorante.

E o pior é que ela tem razão!

Na medida em que evoluímos em conhecimento, vamos nos tornando mais conscientes dos direitos e obrigações, e acabamos ficando mais questionadores e ranzinzas. Lembro-me de outra situação em que um empresário amigo me dizia que a pior coisa que tinha feito na vida era ter se formado em direito. Daí para diante, tornou-se a pessoa mais chata do planeta.

Eu continuarei na minha caminhada, procurando crescer e tornar-me o mais consciente possível sobre tudo que me cerca. Mas, devo confessar, está ficando bastante difícil.

Enquanto minha estrada não chega ao fim, vou pedindo a Deus que me dê bastante saúde.

Porque a minha fórmula da felicidade é formada por um tripé...

Saúde + Conhecimento + Paciência...

... para tentar fazer felizes os que me dão felicidade.

Comentários

Jorge disse…
Olá Luiz António!
Admiro os teus textos, que demonstram seres uma pessoa inteligente, com pensamento estruturado, e ideias próprias. Questionarmo-nos é a melhor maneira de conhecermos os nossos sentimentos.
É necessário dar saúde moral ao mundo (equivale a ética) de terem que modicar-se mentalidades e deixarmos de conduzir a nossa existência pelas exigências do ego.
Obrigado pela tua preseça no meu espaço. Aguardo, com expectativa, as tuas conceituadas opiniões.
Um abraço amigo.
Jorge
Luiz António disse…
Olá Jorge!

Muito obrigado pela forma elogiosa como se refere aos meus textos. Eles são reflexo da minha preocupação com o grau de consciência da humanidade no presente momento. E pelo que posso ver no seu blog, essa também é a sua preocupação. Os valores estão se transformando e conduzindo o ser humano numa direção nada agradável. Mudanças acontecem e são necessárias. Eu costumo dizer que nós - os mais avançados na idade - vivemos num mundo de jovens, ao qual precisamos nos adaptar. O mundo é deles e não nosso! Mas custa-me a acreditar que a humanidade do futuro venha a ter o perfil formado pelos padrões atuais de comportamento. Vamos torcer para que algo aconteça e os rumos sejam mudados. Um grande abraço do amigo
Luiz António

Postagens mais visitadas