Uma viagem ao passado.




Viajar no tempo faz bem.
Reviver os momentos felizes revigora o espírito, e comprova que a felicidade não é um "continuum", mas a soma de pequenos bons momentos.
Esta foto me leva a um passado distante, mas feliz.
Essa foi a escola aonde comecei a aprender a ler. Pelo que pude ver, o crescimento também andou por lá. No meu tempo, não havia o segundo andar. A escola está situada em Vilarinho da Castanheira - Portugal - mais precisamente em um lugar chamado Senhora da Fé. Aqui, pelas mãos de um grande mestre, dei os primeiros passos na minha formação cultural e, sobretudo, do caráter. Hoje, eu entendo o que na época odiava - as cobranças firmes e às vezes até punitivas.
O professor Josè  Emídio Barbosa, era meu primo por parte de minha avó.  E por isso o mais cobrado era sempre eu. Quando precisava repreender ou mesmo dar umas palmadas com a temida palmatória, eu era sempre o primeiro da fila. Não porque fosse o pior da turma. Mas, como ele dizia: És meu primo e precisas dar o exemplo.
Ainda me lembro - isso não dá para esquecer - dos comentários do professor nas festas dadas pela minha avó Purificação Cordeiro Barbosa. Na frente da pessoas mais ilustres do local, enquanto bebia alguns copos do bom vinho da nossa colheita e comia os saborosos doces que minha avó fazia, ele ia comentando como eu reagia quando a palmatória cantava. Eu gritava: "Já chega senhor professor". E ele dizia: "Chega nada! Tens que levar as palmadas todas". Nâo é necessário dizer que eu morria de vergonha!
Olhando para o que acontece hoje em dias nas escolas, agradeço a esse grande educador, que tão bem soube me dar a base que eu necessitava para continuar caminhando com firmeza e segurança. Com toda simplicidade de um professor de aldeia, ele sabia o que estava fazendo.
Os jovens do meu tempo eram diferentes dos jovens de hoje.
Mas, se os pais e educadores atuais impusessem mais limites às suas crianças e jovens, eu não tenho dúvida de que estariam contribuindo para a formação de um mundo melhor e mais feliz. 
Meu amigo professor Barbosa. Aonde quer que esteja, aqui fica o meu muito obrigado.

Comentários

Postagens mais visitadas