Ensinamentos e histórias de Hamah





Para viver a plenitude é preciso correr riscos

Os primeiros raios de sol refletem na crista das ondas, que mansamente se espalham por sobre as areias da praia.
A natureza parece descansar da intensa borrasca da noite anterior.
Após breve caminhada pela areia, Hamah me convidou a sentar.
Eu percebi que algo chamara a sua atenção.
− Você está vendo aquelas aves? – perguntou, apontando com o cajado.
− Sim, estou.
− Alguma coisa chamou a sua atenção?
Bem que tentei encontrar algo diferente, mas o máximo que consegui ver foram algumas aves ciscando a areia.
Hamah olhou para mim e disse:
– A natureza é a melhor escola da vida. O que está acontecendo ali é uma prova de que é preciso correr riscos para conseguir um pouco mais do que simplesmente sobreviver.
Ao perceber a minha dificuldade para extrair uma lição de uma imagem que para mim parecia tão vazia de fundamentos, continuou:
− Você está percebendo que se separaram em dois grupos? Um deles é formado por aves que se arriscam tanto que em alguns momentos quase chegam a ser tragadas pelas ondas.
− É verdade! Umas aves estão dentro da água e outras não se aventuram tanto e ficam ciscando na areia. Parece que têm medo.
− E qual dos grupos, na sua opinião, atingirá primeiro o seu objetivo, que é matar a fome?
− Ah!Com certeza o das aves que estão dentro da água. Daqui dá para ver a quantidade de peixinhos nadando no raso. Parece que as outras se contentam com as sobras.
− É isso mesmo. Aí está uma lição que a natureza nos ensina. Na vida é preciso correr riscos. As aves que correm riscos encontram maior quantidade e melhor qualidade de alimentos. As que não se aventuram, por medo ou preguiça, apenas cuidam da sobrevivência. E quem se contenta apenas em sobreviver jamais conseguirá usufruir todas as maravilhas que a vida é capaz de lhe proporcionar.

Comentários

Anônimo disse…
Linda esta passangem...saudades dos ensinamento do Hamah. É pura verdade, tudo na vida tem que se correr o risco...o caminho é sempre incerto e nós temos a responsabilidade de pegar com nossas próprias mãos a direção certa. Se acertarmos ótimos, caso contrário, temos uma nova change...Deus nos deu esta dádiva. Um grande abraço.
Cris
Anônimo disse…
Luiz, parabéns pelo blog...muito lindo e de grande ensinamento. Cris
Luiz disse…
obrigado.

Postagens mais visitadas