Certeza




De quase nada temos certeza!
Apenas de que estamos vivos...
Ou de que vamos vivendo ...
Para um dia morrer.
Mas até lá, de um jeito ou de outro...
É necessário continuar a viver.



CERTEZA

Fernando Sabino


De tudo ficaram três coisas:
a certeza de que estamos sempre começando...
a certeza de que é preciso continuar...
a certeza de que seremos interrompidos
antes de terminar...

Façamos da interrupção um caminho novo...
Da queda, um passo de dança...
Do medo, uma escada...
Do sonho, uma ponte...
Da procura, um encontro.

Comentários

puga assis disse…
Não posso estar mais de acordo com tudo quanto acabei de ler. Mal de nós quando as certezas nos invadem!!!
Não estou em Lisboa e não sei quando irei regressar. Mas logo que regresse a primeira coisa que farei é devorar as postagens seguites. Pela rápida vista de olhos de quem anda um pouco a correr ficou-me o desejo de aqui regressar o mais rápido possivel.
Recordar é viver.
Os meus parabéns pelo novo blogue.
Até sempre com um grande abraço. do luís

Postagens mais visitadas